Tag Archives: resenha

Resenha – Máscara Maybelline Lash Sensational

11 jan

A MaybellineBrasil começou fazendo nosso 2017 melhor com um super presente!!!

 

Divulgação

Divulgação

Sucesso de vendas nos Estados Unidos a Maybelline NY está trazendo para as terras brasileiras a melhor máscara de todos os tempos a Máscara Lash Sensational.

Eu uso já faz mais de um ano, quando comprei fora, e preciso dizer ela é viciante pra quem quer ter cílios com efeito de cílios postiços.

 

Divulgação

Divulgação

 

Na cor preta, suas cerdas apresenta 10 níveis diferentes pra dar aquele efeito leque, alcançando até os menores cílios para os maiores.

Realmente ela causa um efeito lindo parece que seus cílios alem de penteados estão maiores e bem distribuídos, dando realmente o efeito de cílios postiços.

 

Divulgação

Divulgação

 

Suas versões serão: lavável e à prova d’água e te falo que à prova d’água realmente é do balacobaco viu!!!! Mesmo com lenços demaquilantes ela é mais difícil de sair totalmente.

 

A Maybelline Brasil informou ao Blog Minha Vitrine que já está disponível em seus quiosques pelo preço médio de R$55,40.

Mais detalhes acesse: www.maybelline.com.br 

Anúncios

Resenha : O Caso de Charles Dexter Ward – H.P.Lovecraft

29 abr
Divulgação

Divulgação

 

Antes de começar o post de hoje, gostaria de dizer que não pretendo ser nem um pouco imparcial neste texto. Howard Phillips Lovecraft (1890-1937) é o meu autor favorito, e quero que isso fique bem claro. Após esse leve disclaimer, quero introduzir para aqueles que não o conhecem, um dos autores de horror mais influentes de língua inglesa. H.P. Lovecraft é inspiração para diversos autores importantes tais como Stephen King, Clive Barker, Alan Moore, Neil Gaiman, etc. Gostaria de falar aqui sobre o primeiro trabalho que li de Lovecraft quando tinha 19 anos: O Caso de Charles Dexter Ward.

Acostumado a escrever em sua maioria contos, O Caso de Charles Dexter Ward é um pouco mais extenso, assumindo a forma de uma novela (e não estamos falando do tipo de novela que passa na Globo, rs). Charles, o protagonista desta história que se passa nos anos 1920, é um jovem da aristocracia de Providence, Rhode Island. Bastante interessado em arquitetura e história antiga. Em suas pesquisas, descobre um antepassado chamado Joseph Curwen envolvido em um mistério relacionado à caça às bruxas de Salem. Fascinado pela história do seu tataravô até então desconhecido, o jovem se embrenha cada vez mais para descobrir cada vez mais coisas a respeito de seu ancestral. Todo esse interesse vai se mostrando cada vez mais perigoso, a medida que os mais medonhos segredos são desvendados, levando o jovem cada vez mais perto da insanidade.

Divulgação

Divulgação

 

É bom avisar para quem não conhece o autor, que ele tem um estilo de escrita bastante calcado em descrições bem feitas, com termos nem sempre tão claros, mas não é nada que impeça a compreensão da novela. Como Lovecraft também tinha um interesse muito grande por arquitetura, no começo da narrativa, o autor começa a descrever por um bom número de páginas construções e edifícios da cidade de Providence. Admito que é um trecho muito chato, e que talvez algumas pessoas se sintam desencorajadas por continuar. Mas desistir seria perder uma história muito empolgante, criativa e divertida.

O narração acontece em terceira pessoa, e apresenta pouquíssimos diálogos. É como estar lendo um relatório policial sobre o que aconteceu. Essa forma de escrita ajuda a criar o clima de mistério e tensão durante a leitura. As descrições e adjetivos utilizados por Lovecraft enriquecem muito as cenas e os personagens. Como já mencionei antes, isso pode acabar soando um pouco antiquado, ainda mais porque esta novela foi escrita nos anos 1920, mas o esforço é plenamente recompensado pela qualidade da obra.

Nesta história, existem certos elementos que pertencem ao que se convencionou chamar Mythos de Cthulhu, que, de forma resumida, é toda a mitologia criada por Lovecraft e alguns colaboradores, e que dividem alguns temas, entidades, livros proibidos e fatos obscuros entre diversas de suas obras. Esse não é o livro para se aprofundar nos Mythos, mas dá uma pincelada bem interessante, e que faz o leitor buscar outras obras para conhecer mais sobre a mitologia.

Divulgação

Divulgação

 

 

“O Caso de Charles Dexter Ward” está disponível em formato pocket book, pela L&PM. Para quem for de São Paulo, praticamente qualquer banca da Avenida Paulista vende este livro. É uma leitura divertida, que vai render umas boas horas de entretenimento, além de introduzir Lovecraft para quem ainda não o conhece. Recomendo!!!

 

PS: Esse foi o primeiro livro que me deu um medo genuíno enquanto lia. Hehehe

 

Thiago Righetti Edit

Amy & Matthew <3

23 fev
Divulgação

Divulgação

 

Primeiro release do Blog tinha que ser com um livro muito especial e eu não poderia ter escolhido melhor do que Amy & Matthew. Um romance entre dois adolescentes e suas limitações particulares que a cada página você vai amando mais cada um deles e se identificando com tudo.

Bem o livro recebeu esse nome (que eu particularmente amei) da Galera, pois seu título iria ser “Diga o que quiser” e acho que não chegaria aos pés dessa leitura.

Amy é encantadora, inteligente, nascida com paralisia possui dificuldades de locomoção e fala, mas é “gente como a gente” sente tudo como qualquer outra adolescente e possui seus sentimentos e inseguranças. Matthew é aquele menino rebelde, mas que ao conhece-lo você vai se apaixonando por ele, sofre de TOC e luta com sua voz interna todos os dias.

Divulgação

Divulgação

Pra quem amou Eleonor e Park (ok estou devendo esse release aqui logo mais 🙂 ) vai se deliciar com essa leitura maravilhosa, onde Amy e Mat. vão mostrar que amor vai além de limitações e um “amor perfeito”. Certeza que vai despedaçar seu coração e encher de lágrimas seus olhos durante a história. Esse é um livro que eu diria “faria um filme mesmo” , mas aquele filme bem ao pé da letra do livro pois esse romance é encantador ❤

 

MVBook edit

%d blogueiros gostam disto: